top of page
  • Foto do escritorDanilo Ibanez Spaziani

Dicas para comercializar veículos seguros



À medida que um indivíduo adquire um automóvel, tanto para fins profissionais quanto para fins recreativos, é compreensível que se atentem à sua segurança. Afinal, o próprio crescimento do setor de seguros veiculares reforça a preocupação dos motoristas com possíveis sinistros de trânsito. A infraestrutura precária das estradas brasileiras desperta a necessidade de que, diante do volante, o cidadão aja de forma prudente e cautelosa, tendo em vista o risco associado à irresponsabilidade na condução de um veículo — que diariamente vitima 32 pessoas em média no país.


Fato é que, nas últimas décadas, inúmeras iniciativas do poder público voltadas à conscientização no trânsito renderam frutos, e, de 2011 a 2021, os óbitos provocados por desastres em estradas caíram 30% no país. Ainda assim, não podemos deixar de atribuir também aos fabricantes a responsabilidade por esse recuo de mortes no trânsito, que, priorizando a homologação de veículos no momento que antecede sua comercialização, asseguram a eficácia dos dispositivos de segurança ao consumidor final. Quer saber mais sobre as recomendações de segurança para comercializar um automóvel? Continue conosco!


Apesar de nos depararmos com avanços no que se refere aos cuidados no trânsito, é oportuno ressaltar que, ainda hoje, a maioria dos acidentes são consequências de falhas humanas. Levando-se em conta que os órgãos de trânsito são extremamente rigorosos e suas determinações acarretaram resultados positivos, os investidores do mercado automotivo não devem negligenciar a emissão do CAT em automóveis sob nenhuma hipótese. A construção de um veículo até chegar à linha de montagem e ser ofertado pode levar dois anos, o que evidencia o zelo para com seus detalhes. Só que, para certificar a irrestrita segurança que ele proporcionará ao seu comprador, você deve recorrer à VIP Engenharia.


Nossa empresa dispõe de especialistas em homologações veiculares, adotando procedimentos que validam a eficácia dos seus dispositivos de segurança e, assim, permitindo a obtenção de licenças e certificações por parte do fabricante, importador, transformador ou encarroçador. Embora a adoção de medidas como ajuste de retrovisores, manutenção dos bancos na posição correta, utilização dos freios de maneira consciente e uso criterioso das lanternas produzam benefícios valiosos ao condutor, somente a garantia da homologação é que possibilitará viagens tranquilas. No primeiro trimestre do ano, o emplacamento de veículos cresceu 21% no Brasil, ilustrando o cenário promissor que as concessionárias vivenciam e reforçando a importância de que, à medida que a demanda aumenta, mais homologações estejam em dia.

23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page