Buscar
  • Equipe técnica

Conheça alguns dos ensaios para homologação de veículos transformados.


Para que um modelo seja homologado e receba o CAT e o CCT, ele precisa passar por uma série de ensaios, que vão servir para atestar que mesmo após modificações o veículo ainda atende as normas e resoluções do DENATRAN e CONTRAN.


O sistema de freio de um automóvel é essencial para evitar acidentes e deve estar funcionando independente das condições do espaço, peso que o veículo está carregando, ou como o motorista está dirigindo. Portanto o ensaio de freio deve ser realizado para garantir a segurança dos usuários e das pessoas em volta. As normas específicas que os freios devem seguir estão descritas em resoluções e devem ser seguidas para obtenção de CAT e CCT.

Outro ensaio realizado durante o processo de homologação de veículos, é o de iluminação. Ele vai medir a intensidade dos faróis da frente e traseiros de acordo com as normas do CONTRAN. Caso os faróis não estejam devidamente ajustados, o veículo pode passar despercebido em rodovias, estradas e curvas durante a noite, ou pelo dia. Se as luzes não tiverem a intensidade ou cor correta, o veículo não será aprovado e o protótipo precisará ser atualizado para passar pelo ensaio novamente e só quando aprovado, vai poder receber o CAT e CCT.

O ensaio de ancoragem de cinto também é muito importante para garantir a segurança dos passageiros e do motorista em caso de colisão. Os testes são realizados a partir de uma simulação de um desastre real, aplicando a força necessária sobre todo o sistema de ancoragem de cintos e considerando o peso do passageiro e a velocidade média do veículo. Para ser considerado seguro as partes do sistema não devem sofrer nenhum tipo de dano após o impacto.

Saiba mais sobre esses ou outros ensaios através do nosso time de especialistas!

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo