Buscar
  • Consultor

Para que serve o CAT emitido pelo DENATRAN? E o CCT do INMETRO?

Atualizado: Ago 3


É obrigatório para circulação em vias públicas nacionais, que o veículo esteja inserido na Base de índice Nacional de Dados do DENATRAN e terem sua motorização, quando aplicável, licenciada pelo IBAMA.

Quando um veículo é novo, o fabricante é responsável por esta documentação e pré- cadastro na base do DENATRAN providenciando marca/modelo/versão.

Após o veículo sair da fábrica, alterações em suas características também precisam ser informadas ao DENATRAN de acordo com a legislação vigente.

O transformador, encarroçador, é o responsável por esta etapa, sendo necessário a homologação da empresa e certificação do protótipo.

Elaboramos e acompanhamos o processos de solicitações de licença ambiental (LCVM-LCM-DA) para veículos motorizados junto ao IBAMA, quando aplicável, documento(s) indispensável para obtenção do CAT (Certificado de Adequação à Legislação de Trânsito).

Somos uma empresa que auxilia em processos de solicitações do CAT, documento indispensável para pré-cadastro de veículos fabricados e/ou transformados no Sistema Nacional de Trânsito para fins de licenciamento.

Avaliamos a capacidade técnica de empresas fabricantes/transformadores de veículos em pequena escala e auxiliamos na adequação, se necessário, para emissão CCT( Certificado/comprovante de Capacitação Técnica) do INMETRO para empresa/protótipo , junto a um Organismo de Inspeção Acreditado. Para este fabricante/transformados obter o CAT e/ou LCVM, o CCT é obrigatório.

Para os fabricantes de implementos rodoviários (carrocerias/equipamentos veiculares), avaliamos a empresa e intermediamos no processo para obtenção do CAT e do Código NIEV.

(Foto:Paulo Toledo Piza/G1)

‘’Pensou Engenharia, Pensou VIP’’

www.grupovipengenharia.com.br

contato@grupovipengenharia.com.br

#CAT #DENATRAN #CCT #INMETRO #legislação #trânsito #certificado

11,661 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo